03/03/2018

O que achei do mangá - O cão que guarda as estrelas

mangás
Aqui eu vou falar do mangá mais sentimental que eu já li. Não sei se você gosta de animais, mas se gostar, nessa leitura você terá tudo que você precisa para ver, com letras e desenhos, como um animal (O Happy, neste mangá) pode expressar o seu amor a um humano.

A história é vista na maior parte do tempo à partir da perspectiva do cachorro e não dos humanos: você lê o pensamento do animal, os seus sentimentos e suas intenções, o que praticamente cria uma conexão entre você e o cachorrinho. São três protagonistas nessa história: O dono do Happy, o Happy e o Assistente Social, mas a história principal gira em torno dos dois primeiros. Durante a maior parte do tempo a história é muito triste, devido a situação do Happy e seu dono, o qual tem uma vida muito sofrida, o que faz com que o Happy sofra junto.


É um mangá único que vai mexer com você do inicio ao fim: quando eu fechei a última página só conseguia sentir uma tristeza muito grande. Consegui ver que as pessoas nesse mangá são egoístas e tem um desapego enorme com os seus bichinhos, não conseguindo valorizá-los no momento que elas os tem em suas vidas. Elas os abandonam, os maltratam, os ignoram.

Eu sou uma amante de animais e se eu pudesse indicar um primeiro mangá pra uma pessoa que gosta um pouco dos animais eu indicaria esse de primeira, pois vai te mostrar em detalhes o amor que os animais sentem pela gente. Se você tem coração mole, você não vai aguentar, já se prepare: pegue um pacote de lenços antes de começar a ler.
mangá jbc
Amei o trabalho do autor, ele demonstra muito bem como é a nossa realidade.

Editora JBC - Takashi Murakami 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pelo seu comentário! ♥

Postagens mais visitadas